Dicas de controle financeiro para pessoas físicas e jurídicas

É sempre bom ter uma reserva econômica, seja você uma pessoa física guardando as sobras de dinheiro mensais para uma viagem ou uma empresa que precisa guardar capital para aplicar em outros segmentos para fins de lucro.

Pra te ajudar, a seguir daremos dicas de economia que se aplicam em ambos os cenários, pra você refletir e aplicar em seu dia a dia pessoal e comercial, confira:

Como manter seu controle financeiro:

  1. Organização – A organização é vital para economizar dinheiro, você precisa arranjar uma maneira de registrar todo o fluxo de seu caixa, sempre que gastar dinheiro com algo registre, assim, surpresas não aparecerão na fatura do cartão de crédito e nas despesas da empresa.
  2. Tenha planejamentos e metas – Pense a longo prazo, o que você quer mudar/fazer em sua vida ou acrescentar a sua empresa que traria benefícios? Após ter um controle dos gastos e mensurar as economias do mês, guarde esse dinheiro para realizar algo que você sempre quis, ou o utilize como um fundo de emergências, faça como quiser, contanto que te ajude nas economias.
  3. Evite compras impulsivas – Antes de realizar qualquer compra seja introspectivo e pense consigo mesmo “é realmente necessário?” foque seus gastos em coisas vitais que realmente importam.
  4. Realize cortes – Analise cuidadosamente a aplicação de dinheiro do seu dia a dia e as planilhas de gastos de sua empresa, observe com um olhar analítico a direção do dinheiro e quais gastos valem a pena e quais são meramente superficiais.
  5. Vai realizar um gasto? Não é mais vantajoso reparar? – Muitas vezes a troca de algo precisa ser feita devido a mal funcionamento, seja do seu microondas de casa ou da copiadora da empresa, as vezes é bom verificar se o ideal não é consertar o que está quebrado antes de sair comprando um novo, o seu bolso agradece.  
  6. Considere compras no exterior – Dependendo do que você pretende comprar, não custa dar uma olhada no preço do mesmo produto ou de produtos similares no exterior, as vezes o preço de fora – mesmo com o frete de importação incluso – sai mais barato do que em terras nacionais.
  7. Dizer “não” é preciso – Se você é daquelas pessoas influenciáveis que são facilmente seduzidas pela lábia de vendedores, exercite falar o não a receber uma oferta, por mais vantajosa que seja, as vezes não é um custo que você está preparado para arcar.  
  8. Por menor que seja o gasto, não ignore – Contabilize cada centavo dos pequenos gastos para garantir eficiência máxima do seu monitoramento financeiro. Afinal, as vezes cada um dos pequenos gastos juntos acabam criando um grande.   
  9. Tem dividas? Quite o quanto antes – Na hora de se programar financeiramente é vital checar se você está endividado, afinal, dívidas são âncoras que retardam o seu planejamento financeiro. Foque as suas economias iniciais na quitação das dívidas para se livrar deste peso o quanto antes.
  10. Em caso de dívidas ainda, tente dar uma aliviada nelas – Veja se você consegue um desconto nos juros ao conversar com os credores e oferecer contrapropostas para pagamentos.
  11. Pechinche para garantir o menor preço – Em compras de grande escala para sua empresa ou de grande preço para sua vida, sempre tente pechinchar por descontos e tente tirar proveito de vantagens promocionais.  

Essas foram algumas dicas de economia para pessoas físicas e jurídicas, lembrando que se você quiser garantir um controle financeiro absoluto, a recomendação é utilizar um sistema de gestão financeira.

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>