O fim do emissor de NF-e’s da Sefaz chegou, e agora?

O emissor de notas fiscais da SEFAZ (Secretaria da Fazenda de São Paulo) vai deixar de funcionar em janeiro de 2017, o que é uma pena, já que muitas empresas que migram do sistema tradicional de emissão de notas fiscais para as NF-e’s eram usuárias do emissor do SEFAZ, já que ele era gratuito.

O emissor do SEFAZ foi lançado em 2006, e funcionava como um incentivo para as empresas adotarem o então novo padrão eletrônico de notas fiscais.

Em Janeiro de 2017, a ferramenta deixará de estar disponível. Segundo a própria secretaria da fazenda, seu fim se deve ao fato da procura ter diminuído consideravelmente, e diversas alternativas (mesmo que pagas) para emissão de NF-e’s já estão consolidadas no mercado.

Após janeiro de 2017, o programa deverá funcionar normalmente pra quem já o possui instalado, sendo apenas o seu download que se tornará indisponível.

A recomendação do órgão é que as empresas usuárias do software procurem por alternativas, já que a ferramenta não receberá mais atualizações a partir de janeiro.

O emissor de NF-e’s da SEFAZ é conhecido graças a uma grande limitação da ferramenta, que é muito pouco recomendada para empresas que necessitam emitir um volume grande de NF-e’s, já que requer a digitação de cada campo da nota fiscal.  

Encontrando um emissor de notas fiscais alternativo

Caso você possua uma micro ou pequena empresa, não é dificíl encontrar um substituto para o emissor do SEFAZ, afinal, diversas empresas contam com softwares de gestão que possuem a impressão de NF-e’s como uma de suas ferramentas.

O importante nessa hora é conseguir escolher o com melhor custo-benefício, que não seja complicado de manusear e ainda mais importante, que dê conta do serviço com eficiência.
Não importa o software que você escolha para a impressão das notas, alguns procedimentos ainda são padrões independente da forma de emissão. Para saber mais sobre isso, recomendamos a leitura de nosso post sobre NF-e’s

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>